Ser poeta

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de infinito!
Por elmo, as manhãs de ouro e de cetim…
É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente…
É seres alma e sangue e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

Florbela Espanca - A mensageira das violetas

Confira a análise dessa poesia.

24 Comentários »

  1. deh Said:

    on at 12:35 am

    nunca li um poema que com tal maestria falasse desse ser que eh o poeta!!!!! lindo.

  2. viktor Said:

    on at 10:22 am

    ha alguma analise completa deste poema?

    se alguem tiver, mande-a para cviktor90@gmail.com

    brigadissimo.

  3. Alexandra Said:

    on at 7:18 pm

    preciso de uma analise completa doo poema… será possível encontrar????

  4. david Said:

    on at 4:53 pm

    preciso da analise semantica e formal do poema para hoje urgentemente por favor masterkill9@hotmail.com

  5. Ritanha Said:

    on at 3:59 pm

    Ola. . ..

    Tb precisava da analise completa do poema.
    Sera k alguem me pode arranjar?

  6. Katia Said:

    on at 5:11 pm

    Olá! necessito muito da análise completa desse poema, quem tiver por favir envie para o email: katiabiaggi@hotmail.com

    Abraços à todos!!

  7. iria sueli belchior Said:

    on at 1:48 pm

    rigorasemnte belo, que bom se conseguisse uma análise completa através doe meu e-mail:iriasb@bol.com.br
    Abraços

  8. debx Said:

    on at 11:56 pm

    tb precisava da analise formal do poema.. se me konseguisem arranjar.. agradecia. e’ urgent *

  9. debx Said:

    on at 12:00 am

    para ke em possam kontactar:
    debx_161@hotmail.com

  10. Rose Mari Said:

    on at 2:49 pm

    gostaria de ter o análise de alguns poemas de flori bela espanca quem pude me ajudar agradeço

  11. Luiz Said:

    on at 6:05 pm

    que poema lindo…
    ainda bem que os trovante o cantaram para o eternizar nas nossas memórias simplistas, pois só assim um povo como o nosso pode dar valor a uma coisa tao bela como esta…

    simplesmente perfeito

  12. sarah Said:

    on at 1:59 pm

    eu preciso urgentemente da analise desse poema…
    se alguem pudesse arranjar-me seria optimo…

    por favor……………………………….

  13. Susana Said:

    on at 1:39 pm

    o seu poema fica muito giro quando é o Luis Represas a cantar:cool::cool::cool::razz::razz::razz::razz::lol:

  14. Joana Said:

    on at 3:17 pm

    Preciso da análise desse poema. Será que alguém podem me encaminhar
    Por favor

  15. Irene Ferro Said:

    on at 5:20 am

    Preciso da analice desse Poema: Urgente. Se alguem me puder ajudar Optimo
    Por Favor

  16. ines Said:

    on at 4:55 pm

    ola
    estou a fazer um trabalho muito importante para lingua portuguesa eu queria analise completa deste poema se for possivel encaminhem me por favor
    obrigado.

  17. Paloma Said:

    on at 1:43 pm

    Preciso da análise deste poema. Se alguém me pudesse enviar seria óptimo.Obrigado

  18. Habdulay Elbreu Said:

    on at 6:04 pm

    Verdadeirament é um problema muito lindo…

  19. Lota Said:

    on at 5:25 pm

    Eu preciso urgentemente da análise deste poema..
    Será que alguém me pode ajudar??
    Quem souber, mande para o mail, se faz favor: golfinha_g@hotmail.com

  20. jessica Said:

    on at 9:29 am

    adoro os seus poemas

  21. Susana Said:

    on at 12:09 pm

    olha lá podias falar português!!!!!!

  22. Susana Said:

    on at 12:10 pm

    ahhhh já agora este comentaria era para a deh

  23. Amanda lima Said:

    on at 5:13 pm

    nossa amei essse poema …
    muitho lindo..^^

  24. Susana Said Said:

    on at 11:20 am

    lindo, adoreo

{ RSS feed for comments on this post} · { TrackBack URI }

Deixe um comentário

XHTML: Line-breaks are automatic. Available tags are <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>